Recentemente, a Folha de S.Paulo fez uma matéria sobre pães sem glúten. Particularmente, achei a avaliação bem ruim. Todo mundo sabe que pães fofinhos e macios são a grande dificuldade para dietas com restrição ao glúten e não dá para esperar que eles tenham a mesma aparência, textura e sabor que um pão feito com farinha de trigo.

Mas não é por isso que a gente precisa comer tapioca todo santo dia. Sim, existem boas opções no mercado (fofinhos e saborosos), mas o preço sempre vai ser salgado se comparado aos pães tradicionais. Mesmo assim, acho válido ter um pacote no freezer para momentos de preguiça.

Abaixo, fiz uma listinha de algumas marcas que já provei. São pães no esquema “pão de forma do supermercado”, ok?

scharCiabatta da Schär

A Schär é uma marca italiana líder em produtos sem glúten, presente em mais de 50 países e que chegou ao Brasil há pouco tempo para a alegria (e de$e$pero) dos celíacos. A variedade de pães que eles oferecem é imensa, mas a ciabatta vale cada centavo. É preciso levar ao forno por 10 minutos antes de consumi-la. O preço médio é de R$ 15 pelo pacote de 200 gramas.

 

 

bertiPão de forma da Berti

A Berti é uma empresa brasileira e que tem pães de forma, hambúrguer, cachorro-quente etc. O pão de forma é bem fofinho e a dica é mantê-lo sempre congelado e descongelar apenas as fatias que você irá consumir. O preço varia de R$ 12 a R$15 pelo pacote de 360 gramas.

 

 

 

bemnutrirPão de forma da Bem Nutrir

Faz pouco mais de seis meses que conheci os pães da marca Bem Nutrir. Todos são pães de forma e o que varia são os ingredientes usados na composição. Tem de aipim, batata doce, cenoura. Em casa, compro o de cenoura e costumo pagar R$ 13 pelo pacote de 500 gramas.

 

 

 

beladriPão de forma da Beladri

Assim como a Bem Nutrir, a Beladri oferece uma lista de pães de forma com os mais variados ingredientes. Tem pão de milho, de batata, 7 grãos. Os pães são bons, mas o que me conquistou mesmo foi a massa de pizza (assunto para outro post).